Aug 29
Notícias de Angola | Últimas Notícias de Angola


Mira Amaral: “Esqueça a marca BPN” PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Terça, 02 Agosto 2011 08:20

Mira Amaral: “Esqueça a marca BPN”

Luís Mira Amaral, presidente do BIC Portugal, afirmou segunda-feira que o valor de uma empresa ou de um banco tem a ver com o futuro e não com o passado. Em declarações ao Etv, o responsável reafirmou que os 40 milhões de euros [oferecidos pelo BIC pelo BPN] são "o valor justo do banco" e sublinha as vantagens que o negócio pode trazer ao Governo português.alt

O presidente do BIC Portugal acredita no sucesso da integração do BPN na estrutura do banco e no reforço da credibilidade junto dos clientes, refere o Diário Económico.
Luís Mira Amaral, presidente do BIC Portugal, afirmou segunda-feira que o valor de uma empresa ou de um banco tem a ver com o futuro e não com o passado.

Em declarações ao Etv, o responsável reafirmou que os 40 milhões de euros [oferecidos pelo BIC pelo BPN] são "o valor justo do banco" e sublinha as vantagens que o negócio pode trazer ao Governo português: "compreendemos que o Governo tem que fazer um esforço adicional", razão pela qual a proposta prevê que 20% do valor da capitalização que ainda vai ser feita pelo Estado seja considerada "capital de risco".


Pelo que o DE explica, caso o banco apresente resultados positivos superiores a 60 milhões de euros ao final de cinco anos, será pago ao Estado português "uma percentagem de 20% sobre o respectivo excedente, a título de acréscimo de preço", lê-se no comunicado enviado ontem pelas Finanças de Portugal.


"Só o BIC Portugal, sem o BPN, conseguiria atingir este resultado", garantiu Mira Amaral ao Etv. "Portanto, o Estado quando capitalizar, vai receber" parte do dinheiro investido, assegura.


O presidente do BIC acredita também que o número de clientes do BPN se vai manter. "Se se mantiveram durante este período tão turbulento, agora com a aquisição por parte do BIC, deverão ficar mais tranquilos", notou. Questionado sobre a actual falta de credibilidade do BPN junto dos clientes e do mercado, Mira Amaral foi taxativo: "Esqueça a marca BPN". A marca vai desaparecer e ser integrada no BIC "seguindo um processo típico de concentração". E, notou o presidente do banco, "o BIC é um banco com credibilidade".


Para o Governo português ficarão os encargos das rescisões com cerca de metade dos actuais 1580 funcionários do BPN, bem como o passivo do banco. "O BIC ao assumir o banco não vai assumir os problemas do passado", reafirmou Mira Amaral.


Última Actualização ( Tuesday, 02 August 2011 )
 

 
Chicoty fala no combate à emigração ilegal PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Terça, 02 Agosto 2011 08:18

Chicoty fala no combate à emigração ilegal

O ministro das Relações Exteriores, George Chikoti, defendeu segunda-feira, em Luanda, o papel excepcional dos postos consulares no combate à emigração ilegal. Na abertura VII seminário consular sob o lema “Capacitar para melhor desenvolver a actividade consular”, realçou também o papel destes no fomento ao turismo, investimento estrangeiro e divulgação dos valores culturais de Angola.alt

Acrescentou que a actividade dos postos consulares não se restringe apenas aos actos de registo civil, notariado e migratório, como é prática comum em muitos deles.
Assim sendo, segundo o ministro, o trabalho deve ser dirigido para o desenvolvimento do país, contribuindo para o seu crescimento multifacético.

George Chikoti defendeu ainda a necessidade de se reforçar a comunicação entre os órgãos centrais do ministério das Relações Exteriores e os departamentos ministeriais cujas actividades incidem sobre a acção consular, particularmente com o Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) e o Ministério da Justiça.

Disse que o seminário decorre num momento particular do ministério, no qual o Mirex está empenhado em dar uma nova dinâmica à diplomacia angolana e reestruturar a sua organização interna, de modo a puder melhor defender os interesses do Estado e assistir melhor aos seus cidadãos na diáspora.

Disse ainda que o evento, que reúne participantes de todas as missões diplomáticas ou postos consulares angolanos e de todos os órgãos do estado cuja actividade directa e indirecta têm ligação com a actividade consular.

Acrescentou que a actividade consular não se limita somente ao reconhecimento notarial e actos civis e à emissão de vistos, mas é uma actividade multisectorial que requer a participação de outros departamentos ministeriais.

Estiveram igualmente presentes na sessão de abertura os ministros da Justiça, Guilhermina Prata, Interior, Sebastião Martins, o Secretário de Estado das Relações Exteriores, Manuel Augusto, entre outros convidados.

 
Estrutura accionista: saiba quem manda no BIC PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Terça, 02 Agosto 2011 08:09

Estrutura accionista: saiba quem manda no BIC

Apesar de a maioria do capital do BIC Português ser angolano, o português Américo Amorim detém 25%, através da Amorim Projectos. Igual percentagem tem Isabel dos Santos, filha do presidente angolano José Eduardo dos Santos.alt

Já Fernando Teles, CEO do BIC Angola, é o terceiro maior accionista, com 20%. A Ruasgest, holding de António Ruas - empresário dos transportes de São Paulo e sócio de Amorim em outros negócios - tem 10%.

Existem ainda três accionistas com 5%: Luís Cortez, da Soclima, Manuel Pinheiro Fernandes, presidente da cadeia de supermercados angolana Martal, e Sebastião Lavrador, ex- governador do Banco Nacional de Angola e um dos homens mais ricos de Angola.

Banco BIC de Angola compra Banco Português de Negócios

O Ministério das Finanças de Portugal anunciou ontem (domingo), em comunicado, que a alienação do Banco Português de Negócios (BPN) será negociada em exclusividade com o Banco BIC, de Angola, num acordo que implicará o pagamento imediato de 40 milhões de euros ao Estado e prevê a redução para metade dos trabalhadores do BPN. “O Governo tomou hoje a decisão de seleccionar a proposta do Banco BIC Português, S.A. com vista a negociar, em condições de exclusividade, um acordo para a alienação das acções representativas do capital social do BPN”, refere o governo num comunicado.

O documento assinala que o processo deverá ficar concluído em 180 dias – seis meses.

“A proposta apresentada pelo Banco BIC assegura a integração de um mínimo de 750 dos actuais 1.580 colaboradores do BPN”, lê-se no comunicado do Ministério das Finanças.

Fundado em Janeiro de 2008, o Banco BIC Português é o único banco privado angolano em Portugal.

Com sede em Lisboa, o BIC português tem a mesma estrutura accionista do Banco BIC (Angola).

Tem como CEO Fernando Teles e fazem parte do conselho de administração Isabel dos Santos bem como o empresário Américo Amorim, o homem mais rico de Portugal segundo a revista “Forbes”, que possui cerca de 25 por cento das acções do Banco BIC.

DN/ Revista Visão

 
Jornalistas coagidos a não fazerem perguntas comprometedoras na conferência de imprensa de Samakuva PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Terça, 02 Agosto 2011 08:05

Jornalistas coagidos a não fazerem perguntas comprometedoras na conferência de imprensa de Samakuva

Decorreu no período da tarde desta segunda-feira em Luanda, na sede da presidência da UNITA, na Maianga uma conferência reactiva em função do naipe de contestação que aquela direcção cessante tem sido alvo, fruto do retardar por parte de Isaías Samakuva em marcar a data para realização do XI Congresso do partido dos maninho.alt

Uma conferência que foi marcada sob o signo da subjectividade, onde Isaías Samakuva falava mas não dizia nada, até que terminou de ler o Jornal que levava na algibeira, eis que os Jornalistas começaram a questiona-lo sobre as questões que ele achava mais importantes como a problemática da Comissão Nacional independente e a onda dos desmaios, nesta vertente o líder cessante da UNITA amnistia dos autores dos crimes económicos e sociais em Angola.

Eis que surgiu a solicitação para falar da questão do momento que maluca o partido do galo negro, ou seja à problemática da marcação do congresso, o mesmo aproveito para desqualificar os mentores do Grupo Reflexão (G.R) tratando-os de "trafulhões" dizendo mesmo que esta questão deve ser trata internamente por via da Comissão Política.

Face a insistência dos jornalistas o presidente cessante da UNITA, disse que é candidato a sua própria sucessão, e que os estatuto da sua organização não tem mandatos limitados, pelo que ele ainda se sente legítimo arauto dos maninhos, para concorrer como cabeça de lista nas próximas eleições que se prevê para 2012.

 

Perante a persistência dos agentes da comunicação social presentes na conferência agendada pelo Isaías Samakuva, pairou no ar uma ambiente de intimidação subtil, com a intervenção dos seguranças de Isaías Samakuva no sentido de desmotivar os jornalista a continuarem a questiona-lo o momento de nuvem cinzenta a que o partido que se pretende baluarte da democracia em Angola está a viver.

De recordar Lembro que Samakuva é acusado pelo Grupo de Reflexão daquela organização de ter criado um grupo para espancar qualquer pessoa que esteja contra os seus interesses, ao ponto de terem espancando o eis ministro do GRN, Joaquim Muafumba, e do líder do Grupo de Reflexão no Município do Cacuaco.

Angola24horas.com

 
JMPLA no Cazenga promete sair as ruas caso os preços das casas no Kilamba não sejam acessíveis aos seus bolsos PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Terça, 02 Agosto 2011 08:01

JMPLA no Cazenga promete sair as ruas caso os preços das casas no Kilamba não sejam acessíveis aos seus bolsos


O Executivo angolano declara estarem criadas as condições necessárias para que se dê início à comercialização e venda de casas do projecto KilambaaltOs jovens da JMPLA, no Cazenga, dizem a escreverem ao presidente do Partido, Eng. José Eduardo dos Santos, para questionarem o preso que até ao momento não está disponível para as populações.

Segundo o executivo de Nelson Lopes, no Cazenga dizem ainda, que num encontro com o Presidente do MPLA no Marco Histórico o Presidente daquela formação política havia prometido que as casas custariam menos de 60 mil dólares, o que os admira é o facto de hoje preverem as casas do Projecto Kilamba para um valor mínimo de (120) cento e vinte mil dólares.

O s jovens garantem mesmo que caso os preços não estejam acessíveis aos seus bolsos hão de se manifestar até a cidade alta para cobrarem o prometido.

Angola24horas.com
 

 
Samakuva anuncia a sua candidatura ao XI Congresso ainda este ano PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Terça, 02 Agosto 2011 06:09

Samakuva anuncia a sua candidatura ao XI Congresso ainda este ano

Isaías Samakuva, pressionado pelos "históricos" da UNITA, Samuel Chiwale, Tiago Kandanda e Paulo Lukamba Gato e outros veio hoje em conferência de imprensa anunciar a realização do Congresso e a sua candidatura.alt

Já o Grupo de reflexão, também numa conferência de imprensa na manhã desta segunda-feira numa das unidades hoteleiras garantiu não ser competência do presidente cessante, Isaías Samakuva por se tratar de uma ilegitimidade.

A não realização do Congresso abriria um precedente segundo Carlos Tiago Kandanda. Uma das questões por si levantada, e neste caso para fundamentar a importância da realização do Congresso, tinha a ver com os procedimentos a ter junto do Tribunal Constitucional, por altura das eleições legislativas.

Lembro que o comité Permanente da UNITA reunia amanha onde os mais velhos, que agora encabeçam as ideias do Grupo de Reflexão hão-de levar a questão do Congresso para não ser organizado pelo Samakuva, mas sim, por uma comissão independente.

Angola24horas.com

 
Sindicato quer cobertura eleitoral que satisfaça o público PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Terça, 02 Agosto 2011 06:06

Sindicato quer cobertura eleitoral que satisfaça o público

A secretária-geral do Sindicato de Jornalistas de Angola (SJA), Luísa Rogério, informou hoje (segunda-feira) nesta cidade, ser pretensão da instituição que dirige dotar os profissionais dos distintos órgãos de comunicação social do país de conhecimentos indispensáveis para garantirem, em 2012, uma cobertura eleitoral que satisfaça as expectativas do público. alt

Falando na cerimónia de abertura do seminário inter-provincial sobre cobertura eleitoral e as novas tecnologias de informação, a sindicalista disse que várias acções formativas vão ser realizadas antes do início do processo eleitoral, para permitir que os jornalistas estejam à altura de corresponder com os anseios do público.


Tais formações, segundo Luísa Rogério, visam não apenas actualizar e elevar os conhecimentos dos profissionais em matérias sobre eleições, mas também atenuar a falta de experiência de muitos jornalistas em coberturas eleitorais.

“Queremos que os jornalistas, independentemente de qualquer obstáculo que possam encontrar, contribuam para o êxito do processo eleitoral no país, através da divulgação de conteúdos noticiosos isentos, transparentes, imparciais, respeitando a ética e a deontologia”, manifestou.


Participam no referido seminário, que termina na sexta-feira, jornalistas das províncias do Huambo, Bié, Kwanza Sul e Huíla.

No evento serão debatidos temas como o papel da imprensa na cobertura eleitoral, análise do orçamento geral do Estado e outros relatórios, análise de discurso, uso de redes sociais na cobertura eleitoral e planificação da reportagem de uma campanha.


O acompanhamento e as fontes, análise crítica dos programas partidários, a busca por meios criativos para a cobertura activa de eleições, a auto-censura, análise crítica da informação, técnicas de entrevista, conferências e comunicados de imprensa, fazem igualmente parte do programa de formação que está a ser facilitado pela professora da Universidade de Columbia (Nova Iorque) e também jornalista, Judith Matloff.

Angop

 
Makuta Nkondo cria mau estar entre a Unita e PRS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Terça, 02 Agosto 2011 06:05

Makuta Nkondo cria mau estar entre a Unita e PRS

O Secretariado Executivo Nacional do Partido de Renovação Social (PRS), considerou hoje a Unita uma formação política com sérias dificuldades de adaptar-se à uma convivência urbana e lenta em entender que a opinião diferente faz a democracia.alt

Esta posição está contida numa declaração política destribuida aos órgãos de comunicação social, pelo que este portal tem conhecimento, Eduardo Kwangana já solicitou encontro pessoal com o agora Deputado da Bancada Parlamentar da UNITA, Makuta Nkondo que também analisa vários assuntos na Rádio Despertar, controlada pelo Secretário para Informação daquele partido Marcolino Yane pelos parecer que faz contra o PRS por ter votado a favor da constituição.

O programa Resenha da Semana teria sido inúmeras vezes interpelado, segundo Joaquim Nafoia aponto de levar a saturação, tendo desta forma pedido a UNITA que cuide dos seus problemas e que não atrapalhem a agenda do seu partido.

Para esta formação política, "a Unita é um partido que precisa de aprender a colocar os interesses nacionais acima dos interesses partidários, buscar soluções consensuais, escolher o mal menor em dilemas e cooperar para saídas que viabilizem a jovem democracia como sinal de maturidade política". E Alcides Sakala porta-voz daquela agremiação política minimizo o facto. Dizendo mesmo que a sua formação politica está preocupada com outros assuntos por isso o PRS ficará sempre na cauda da história.

Angola24horas.com

 
Unita pode expulsar Abel Chivukuvuku PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Domingo, 31 Julho 2011 16:29

Unita pode expulsar Abel Chivukuvuku

Estão circular notícias segundo as quais a UNITA se reuniu para decidir pela expulsão de Abel Chivukuvuku. Segundo as informações, teria havido esta sexta-feira uma reunião de última hora em Viana que decidiu pelo afastamento do político que é tido por alguns maninhos como sendo o próximo sucessor de Isaías Samakuva. alt

Entretanto, o Secretário Para a Informação da UNITA, Alcides Sakala que falou a Ecclesia desmente tais informações e diz mesmo que esta notícia não corresponde com a verdade. "Tudo que se diz a partir de agora é mera especulação, não houve intenção nenhuma de tomar posições como esta e pensamos que tudo fica no quadro de especulações", disse.

E Abel Chivukuvuku foi o convidado especial do Programa "Angola Fala Só" da Rádio Voz de América. Durante uma hora, Chivukuvuku falou de si, do futuro da UNITA e do tão falado Congresso do Galo Negro. O político disse que o Partido tem que seguir o que os seus estatutos dizem e realizar o décimo primeiro Congresso. " Não posso eu fazer uma aferição deste nível, a única coisa que digo é que terminou o mandato, terminou a legitimidade é tempo de todos trabalharmos para podermos fazer o nosso congresso em normalidade, em serenidade e prepararmos o partido para 2012 "

O membro da comissão politica da UNITA realçou que não faz oposição a Samavuka, mas também não pensa da mesma forma. " Eu não sou oposição interna ao mais velho Samakuva, eu sou companheiro ao mais velho Samakuva. Podemos é ter ideias diferente, podemos ter varias opções diferente quanto a condução do partido quanto a condução da Unita num partido verdadeiramente alternativo isto é diferente, isto é diversidade e que é útil numa organização".

De recordar que recentemente o Presidente da UNITA fez saber que a acontecer o décimo primeiro Congresso do Galo Negro seria feito a renovação de mandatos.

RE

 
Angola no grupo do Senegal e Uganda PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Domingo, 31 Julho 2011 07:06

Angola no grupo do Senegal e Uganda

Luanda - A selecção nacional inicia a caminhada para a fase final do campeonato do mundo de futebol 2014 no grupo J, com Senegal, Uganda e o vencedor da preliminar entre Ilhas Maurícias e Libéria.

 

Este foi o resultado do sorteio realizado hoje, no Rio Janeiro.
 

O apuramento à Copa brasil2014 decorrerá entre 11 de Novembro próximo até 13 de Novembro de 2013. A fase final disputa-se de 12 de Junho a 13 de Julho de 2014.


 

Actualizado em Segunda, 01 Agosto 2011 17:40
 
Sagrada Esperança vence e ASA empata PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias
Escrito por Kamba de Almeida   
Domingo, 31 Julho 2011 07:01

Sagrada Esperança vence e ASA empata

Luanda – O Sagrada Esperança recebeu e venceu esta tarde o Progresso do Sambizanga, por 1-0, na abertura da 19ª jornada do campeonato nacional de futebol da primeira divisão, e ascendeu da 13ª para a nona posição com 24 pontos.alt

 


Ridy apontou o golo da vitória aos 58 minutos.

 


No outro jogo desta tarde, o ASA voltou a atrasar-se com empate a uma bola diante do Santos FC . Assim soma 21 pontos na mesma 14ª posição ao passo que o seu adversário junta-se ao Interclube e Recreativo da Caála e Académica do Soyo, com 25 pontos na quinta posição.

 

Programa da jornada:

 

Santos FC – ASA, 1-1 (Mendonça, 73’ GP; Amarildo, 41;)

 

Sagrada Esperança - Progresso do Sambizanga, 0-1 (Ridy, 58’)

 

Académica do Soyo -1º de Maio de Benguela

 

1º de Agosto - Benfica de Luanda

 

Académica do Lobito - Recreativo da Caála

 

Recreativo do Libolo - FC Bravos do Maquis

 

Kabuscorp do Palanca - FC Cabinda



Petro de Luanda -Interclube

 

Classificação Jogos/pontos

 

1º - Kabuscorp 18/33


2º - Petro de Luanda 18/30


3º - 1º de Agosto 18/28


4º - Rec. Libolo 18/28


5º - Interclube 18/25


6º - Recreativo da Caála 18/25


7º - Santos FC 19/25


8º - Ac. Soyo 18/25


9º - Progresso 19/24


10º - ºBravos Maquis 18/24


11º - ºSagrada 19/24


12º - 1º de Maio 18/23


13º - FC Cabinda 18/22


14º- ASA 19/21


15º- Benf. Luanda 18/19


16º- Ac. Lobito 18/13

 

 


Página 150 de 227